CartaExpressa

Moraes nega pedido de Aras e continua no inquérito que investiga Salles

Moraes nega pedido de Aras e continua no inquérito que investiga Salles

PGR argumentou que o caso deveria ser entregue à ministra Cármen Lúcia, relatora de um outro caso que envolve o ministro do Meio Ambiente

ALEXANDRE DE MORAES, MINISTRO DO STF. FOTO: NELSON JR./STF

ALEXANDRE DE MORAES, MINISTRO DO STF. FOTO: NELSON JR./STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, negou um pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, para que o próprio magistrado deixasse a relatoria do inquérito sobre exportação ilegal de madeira que resultou em buscas contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, na semana passada.

No pedido, Aras afirmou que o caso deveria ser entregue à ministra Cármen Lúcia, relatora de um outro caso que envolve Salles – a notícia-crime apresentada pelo ex-superintendente da PF no Amazonas, Alexandre Saraiva, contra o ministro do Meio Ambiente, por supostamente atrapalhar a apuração da maior apreensão de madeira do Brasil.

Moraes classificou a solicitação como sui generis – ou seja, peculiar – e lembrou que os fatos apurados nos dois casos são diferentes e disse que “não há qualquer dúvida” de que cabe a ele, Moraes, a relatoria do inquérito sobre a exportação ilegal de madeira.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem