CartaExpressa,Política

Marco Feliciano é condenado a pagar R$ 41 mil por fake news contra Jean Wyllys

Marco Feliciano é condenado a pagar R$ 41 mil por fake news contra Jean Wyllys

O deputado federal Marco Feliciano. Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O deputado federal Marco Feliciano. Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O deputado federal Marco Feliciano (Republicanos-SP) foi condenado a indenizar o ex-parlamentar Jean Wyllys por danos morais no valor de 41,8 mil reais. A decidiu é da juíza Fernanda Rosado de Souza, do 5º Juizado Especial Cível do Rio de Janeiro.

Feliciano associou Wyllys à facada contra o presidente Jair Bolsonaro, em 2018. Além da indenização, o pastor terá de publicar uma retratação nas redes sociais em até 10 dias úteis, sob pena de multa de 10 mil reais por dia.

“[Feliciano] publicou palavras com o intuito de caluniar o autor, sugerindo estar ele associado ao crime de tentativa de homicídio do Presidente da República. Usou o ardil de supostamente haver provas e teve como única intenção causar danos ao autor”, diz um trecho da decisão.

 

 

 

Um vídeo publicado no YouTube pelo bolsonarista “Luciano Mergulhador” afirmava que Adélio Bispo, autor da facada, teria visitado o gabinete de Wyllys em Brasília antes do crime.

No dia seguinte à publicação, o youtuber não sustentou as alegações em seu depoimento à Polícia Federal. No entanto, a mentira se alastrou na base bolsonarista. Há outros processos e até uma condenação pelo mesmo caso –  contra a deputada Bia Kicis (PSL-DF), presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.

A PF já investigou e concluiu em dois inquéritos que Adélio Bispo agiu sozinho no ataque a Bolsonaro.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem