CartaExpressa,Política

Manifesto: Guedes, Caixa e BB deverão explicar à Câmara a saída da Febraban

Manifesto: Guedes, Caixa e BB deverão explicar à Câmara a saída da Febraban

O ministro da Economia, Paulo Guedes. Foto: Evaristo Sá/AFP

O ministro da Economia, Paulo Guedes. Foto: Evaristo Sá/AFP

O presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara, Aureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), aprovou a realização de uma audiência pública com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e os presidentes da Caixa, Pedro Guimarães, e do Banco do Brasil, Fausto Ribeiro, no colegiado, para discutir a saída das instituições da Federação Brasileira de Bancos.

O Banco do Brasil e a Caixa resolveram deixar a Febraban depois que a entidade preparou um manifesto que pede a harmonia entre os três Poderes.

A relação dos bancos públicos com os privados já estava ruim na Febraban, ao ponto de uma associação nacional dos bancos públicos estar sendo cogitada.

“A decisão da saída do Banco do Brasil e da Caixa da referida federação é o fato de ela ter assinado um manifesto da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo pedindo harmonia entre os Poderes. Algo que toda a população espera, visto que a fome, desemprego e inflação tem aumentado e o governo se preocupa, apenas, em produzir crises”, disse o deputado Aureo Ribeiro no pedido da audiência.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem