CartaExpressa,Política

Mandetta: STF não retirou atribuições de Bolsonaro no combate à Covid

Mandetta: STF não retirou atribuições de Bolsonaro no combate à Covid

Reprodução/TV Senado

Reprodução/TV Senado

Em seu depoimento à CPI da Covid nesta terça-feira 4, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou que, ao estabelecer no ano passado que governadores e prefeitos têm autonomia para montar planos locais de ação, incluindo o fechamento de comércio, o Supremo Tribunal Federal não esvaziou a autonomia do governo de Jair Bolsonaro.

“Entendi aquela divisão de funções basicamente como um reconhecimento do Pacto Federativo do SUS”, disse o ex-ministro.

Na sequência, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) perguntou a Mandetta se ele concorda com a afirmação de que a decisão do STF “não retira as atribuições do governo federal”.

Mandetta, então, respondeu: “Pelo contrário, era exatamente o que estávamos fazendo: monitorando, aconselhamento, fazendo portarias técnicas e, quando tínhamos uma situação, alertando”.

Assista à sessão ao vivo:

 

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem