CartaExpressa

Mandetta confirma que recomendação de cloroquina não passou pelo Ministério da Saúde

Mandetta confirma que recomendação de cloroquina não passou pelo Ministério da Saúde

'O automedicamento com cloroquina e com outros medicamentos poderia ser muito perigos para as pessoas', afirmou o ex-ministro

Ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, depõem na CPI da Covid-29. Foto: Reprodução/Youtube.

Ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, depõem na CPI da Covid-29. Foto: Reprodução/Youtube.

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou nesta terça-feira 4, em depoimento à CPI da Covid no Senado Federal, que a recomendação de cloroquina para tratamento de infecção por coronavírus “não passou pelo Ministério da Saúde” e foi feita “à margem” da pasta.

 

 

 

“A cloroquina é uma droga com margem de segurança estreita para uso indiscriminado e sem monitoramento. Ela não é um medicamento que ‘se bem não faz, mal não faz’. É um medicamento que tem uma série de reações adversas”, disse.

“O automedicamento com cloroquina e com outros medicamentos poderia ser muito perigosa para as pessoas”, acrescentou.

Assista ao vivo:

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem