CartaExpressa

Maioria dos caminhoneiros apoia greve por conta do preço do diesel, diz pesquisa

De acordo com o levantamento, 54% dos profissionais da área pretendem parar as atividades na data

FOTO: REPRODUÇÃO
FOTO: REPRODUÇÃO
Apoie Siga-nos no

Uma pesquisa da Fretebras, plataforma de transporte de cargas, revelou que 59% dos caminhoneiros apoiam a greve da categoria marcada para o dia 1 de novembro. A informação foi divulgada pelo jornal Valor Econômico.

De acordo com o levantamento, 54% dos profissionais da área pretendem parar as atividades na data.

O estudo, que consultou 2.023 caminhoneiros da sua base de dados, mostra ainda que o número de apoiadores é quatro pontos percentuais menor do que nas paralisações de 8 de setembro. Na ocasião, 63% deles diziam que apoiavam o movimento. Ao mesmo tempo, o número dos que pretendiam parar era menor, com 43% dispostos.

CartaCapital

CartaCapital Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.