CartaExpressa

Lula venceria eleição contra Bolsonaro no primeiro turno, diz pesquisa

Levantamento do IPEC mostra petista com 49% das intenções de voto; atual presidente tem apenas 23%

Fotos: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil e Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Fotos: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil e Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Apoie Siga-nos no

O ex-presidente Lula (PT)  tem 49% das intenções de voto e desponta como favorito para as eleições de 2022. É o que aponta a mais nova pesquisa do Instituto Ipec, divulgada nesta sexta-feira 25.

No levantamento, o presidente Jair Bolsonaro tem apenas 23% das intenções de voto. Neste cenário, Lula seria eleito presidente ainda no primeiro turno das eleições.

A pesquisa também traz as intenções de voto em Ciro Gomes (PDT), que aparece com 7%, e João Doria (PSDB), com 5%. Os dois estão tecnicamente empatados. Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da Saúde de Bolsonaro, é quem aparece na sequência com 3%.

Rejeição de Bolsonaro aumenta

O Ipec também pesquisou entre os eleitores a avaliação do atual governo: 49% dos entrevistados disseram reprovar as políticas de Bolsonaro. O resultado representa um crescimento de dez pontos na rejeição desde a última avaliação, produzida em maio.

Já aqueles que avaliam o atual governo como positivo representam 24%, quatro pontos menor do que na última pesquisa.

Para 26% dos entrevistados, o atual governo é regular. Em maio esse percentual era de 31%.

O Ipec entrevistou 2.002 eleitores, presencialmente, em 141 cidades, entre 17 e 21 de junho. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais e o nível de confiança é de 95%.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.