CartaExpressa

Lula projeta recriar o Ministério da Cultura e montar ‘comitês culturais’ nos estados

No Rio Grande do Sul, o ex-presidente condenou os ataques de Bolsonaro e de seus apoiadores às produções artísticas e à Lei Rouanet

Lula em seu segundo evento oficial no Rio Grande do Sul.

Foto: Reprodução
Lula em seu segundo evento oficial no Rio Grande do Sul. Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

Em encontro com representantes do setor cultural em Porto Alegre (RS), nesta quinta-feira 2, o ex-presidente Lula (PT) reforçou o interesse em recriar o Ministério da Cultura em um possível novo governo. Em 2019, a pasta foi rebaixada pelo presidente Jair Bolsonaro à condição de secretaria especial, vinculada ao Ministério do Turismo.

“A gente não vai apenas recriar o Ministério da Cultura. A minha ideia é criar comitês culturais em todos os estados do País para que a gente possa democratizar o acesso à cultura e a participação social.”

No discurso, o petista condenou os ataques que de Bolsonaro e de seus apoiadores às produções artísticas e à Lei Rouanet, que incentiva a captação de recursos para a área.

“Eu os vejo criticando a Lei Rouanet por excesso de gasto com a cultura. ‘Cinema não pode’, ‘filme não pode’, quando tem uma peça de teatro que fala de uma coisa real da nossa vida ‘não pode’… Porque isso depõe contra a família. De que família esse cara está falando?”, questionou Lula, que emendou:

“Eu não posso admitir que uma pessoa que entrega armas em vez de livro venha falar em família. Um presidente que não faz um gesto para entregar um livro para uma criança, mas faz 50 para entregar armas a fascistas e milicianos”.

Lula ainda disse estar convencido “de que a questão cultural é uma necessidade política, econômica, cultural, uma questão de democracia do nosso Pais, uma obrigação do Estado brasileiro”.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.