CartaExpressa

Eleição roubada foi a de Bolsonaro, diz Lula sobre voto impresso

Eleição roubada foi a de Bolsonaro, diz Lula sobre voto impresso

O petista refutou a tese difundida pelo presidente de que pode haver fraude na disputa do ano que vem

Eleição roubada foi a de Bolsonaro, diz Lula sobre voto impresso

O ex-presidente Lula defendeu nesta terça-feira 6 o uso de urnas eletrônicas nas eleições de 2022. Em entrevista à rádio Salvador FM, o petista refutou a tese difundida pelo presidente Jair Bolsonaro de que pode haver fraude na disputa do ano que vem.

“Voto impresso é voltar pra época dos dinossauros. Se fosse possível roubar na urna eletrônica, jamais um metalúrgico teria sido eleito presidente da República”, disse Lula. “Eleição roubada foi a do Bolsonaro, que foi eleito com fake news, sem participar de um único debate”, acrescentou.

Na conversa, o ex-presidente confirmou estar disposto formar uma Frente contra o atual presidente.

“Minha política não vai ser de ficar falando mal de adversário. Vai ser de juntar todo mundo pra provar que o Bolsonaro é um desserviço a esse País. Não vou ficar batendo boca, minha conversa é com o povo brasileiro”, declarou.

Lula ainda comentou o escândalo da compra de vacina pelo governo federal. “Tanta gente morreu de Covid e agora ficamos sabendo que tinha gente tentando roubar dinheiro às custas de vacina. E o governo protelando a compra. Virou um mercado livre com todo mundo negociando, quando deveria ter sido de responsabilidade exclusiva do Ministério da Saúde”.

Assista a entrevista:

 

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem