CartaExpressa

Lula adia para 2025 a exigência de visto a turistas dos EUA e de mais 2 países

O Brasil voltaria a cobrar o documento com base no princípio da reciprocidade

O aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

O presidente Lula (PT) prorrogou até abril de 2025 o decreto a estabelecer isenção de visto para turistas de Estados Unidos, Canadá e Austrália. A medida consta de uma edição extra do Diário Oficial da União desta terça-feira 9.

Sem o decreto, viajantes dos três países teriam de apresentar o visto brasileiro a partir desta quarta 10. Esta é a terceira vez que o governo adia a retomada da exigência.

O Brasil voltaria a cobrar o visto com base no princípio da reciprocidade, uma vez que EUA, Canadá e Austrália exigem esse documento de brasileiros.

A cobrança do visto foi sido derrubada em 2019 pelo então presidente Jair Bolsonaro (PL). À época, ele argumentou que a medida ajudaria a impulsionar o turismo no Brasil.

DOU

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar