CartaExpressa,Política

Lira: Penso que a maioria do PP aceita de bom grado filiação de Bolsonaro

Lira: Penso que a maioria do PP aceita de bom grado filiação de Bolsonaro

Presidente da Câmara também afastou a possibilidade do Congresso não reconhecer o resultado das eleições em caso de derrota do presidente

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e o presidente Jair Bolsonaro. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e o presidente Jair Bolsonaro. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse acreditar que a maioria dos membros de seu partido seja favorável à filiação do presidente Jair Bolsonaro, que deixou o PSL e está sem partido desde novembro de 2019.

“Penso que a maioria do PP aceita de bom grado filiação do presidente Bolsonaro”, afirmou, em entrevista à Veja. Lira disse que o PP é um partido amplo e que abarca visões diferentes. “Eu como filiado vou aceitar decisão majoritária do partido.”

Próximo do presidente, que levanta, sem provas, dúvidas sobre a confiabilidade das urnas eletrônicas, Lira afirmou não haver dúvidas de que o Congresso reconhecerá o resultado das eleições de 2022, independente do resultado. Segundo Lira, o “espetáculo de golpe não existe e não existirá”.

“É lógico que o Congresso vai respeitar o resultado democrático. Em todos os momentos de instabilidade, o Congresso deu demonstrações claras de respeito à democracia, e a democracia se dará nas urnas”, afirmou. “O Brasil não é república de bananas, democracia é forte e tem instituições fortes.”

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem