CartaExpressa

Lewandowski pede explicações ao Senado sobre sabatina de André Mendonça

Lewandowski pede explicações ao Senado sobre sabatina de André Mendonça

André Mendonça, indicado por Jair Bolsonaro para o STF. Foto: Alan Santos/PR

André Mendonça, indicado por Jair Bolsonaro para o STF. Foto: Alan Santos/PR

O ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski determinou que o presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), preste informações sobre a sabatina de André Mendonça, indicado por Jair Bolsonaro para o STF. Caso seu nome seja aprovado, ele ocupará a vaga do ex-ministro Marco Aurélio Mello, que se aposentou em julho.

O ministro atende a um pedido dos senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Jorge Kajuru (Podemos-GO) para que o STF determine que a CCJ marque a sabatina. O nome de Mendonça foi oficializado por Bolsonaro em 13 de julho e os senadores questionam a demora no anúncio da sabatina.

Bolsonaro, no entanto, vem demonstrando dúvidas quanto à indicação e, na semana passada, fez um aceno ao ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União.

Para que o nome de Mendonça seja efetivado, ele precisa se submeter a uma sabatina no Senado e ter sua indicação aprovada em plenário. Para ocupar a cadeira de ministro do STF, terá de obter a maioria dos votos dos senadores.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem