CartaExpressa

Justiça de SP barra nomeação de Fernando Cury para Conselho da Criança e do Adolescente

Justiça de SP barra nomeação de Fernando Cury para Conselho da Criança e do Adolescente

(Foto: Agência Alesp)

(Foto: Agência Alesp)

A juíza Cristina Ribeiro Leite Balbone, da Vara da Infância e da Juventude de São Paulo, barrou nesta sexta-feira 27 a nomeação e a posse do deputado estadual Fernando Cury (Cidadania) como membro do Conselho Estadual de Direitos da Criança e do Adolescente para o mandato de 2021/2023.

O parlamentar foi acusado de assédio pela deputada Isa Penna (PSOL) durante uma sessão na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Câmeras registraram o momento em que Cury se aproximou de Penna por trás e colocou a mão na lateral dos seios da deputada. Ao se defender da acusação, ele alegou que deu um abraço na deputada.

A decisão liminar desta sexta, que atende a um pedido da promotora Luciana Bergamo, destaca que o caso de importunação sexual representa incompatibilidade com a idoneidade moral exigida para o exercício das funções de conselheiro estadual e configura ato de improbidade administrativa.

Cury foi afastado da Alesp por 180 dias, suspensão que vale até outubro deste ano. Ele também foi denunciado à Justiça pelo Ministério Público de São Paulo pelo crime de importunação sexual.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem