CartaExpressa

Ítalo Ferreira conquista a primeira medalha de ouro para o Brasil em Tóquio

Ítalo Ferreira conquista a primeira medalha de ouro para o Brasil em Tóquio

Créditos: Reprodução Instagram

Créditos: Reprodução Instagram

O Brasil conquistou o seu primeiro ouro nas Olimpíadas de Tóquio nesta terça-feira 27. O surfista Ítalo Ferreira conquistou a medalha ao vencer o japonês Kanoa Igarashi na final da modalidade, realizada na praia de Tsurigasaki, por 15,14 a 6,60.

Além de ser o primeiro medalhista olímpico de ouro da modalidade, também é o último campeão mundial, já que em 2020 o campeonato não foi realizado por conta da pandemia. O último título brasileiro foi em 2019.

Nascido em Baía Formosa, município do Rio Grande do Norte, o atleta mencionou a avó, já falecida, ao sair da água e conversar com jornalistas. “Queria que ela tivesse aqui para ver no que me tornei”, disse, muito emocionado.

 

O atleta disse que pretende transformar a casa da avó em um instituto com o seu nome para dar oportunidade às crianças do município de praticarem o esporte.

“Com essa oportunidade, vou poder contribuir um pouco mais na evolução dessa nova geração. Poder ter esses garotos dentro do instituto, poder ensinar e mostrar a eles que é possível, que eles podem alcançar o objetivo também”, disse no início do ano quando já tinha anunciado a ideia do projeto.

Até o momento, o País tem cinco medalhas ao todo nos jogos. As duas medalhas de prata vieram com a skatista Rayssa Leal, de 13 anos, que venceu a prova no último domingo 25. Antes dela, Kelvin Hoefler também garantiu pódium na mesma modalidade.

Já as duas medalhas de bronze foram garantidas por Fernando Scheffer, que ficou em terceiro lugar na prova de natação de 200 m livre, e por Daniel Cargnin no judô.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem