CartaExpressa

Irmãos Weintraub afirmam terem sido ameaçados por Bolsonaro quando estavam nos EUA

O ex-assessor da presidência, Arthur Weintraub, e o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmaram que farão revelações neste domingo

Créditos: Reprodução Redes Sociais Créditos: Reprodução Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

O ex-assessor da Presidência, Arthur Weintraub, afirmou em suas redes sociais que fará revelações sobre as ameaças que ele e seu irmão, o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, receberam do presidente Bolsonaro quando estavam nos Estados Unidos.

“Acabar com essa história de ingratidão. Vocês são ingratos, quem são vocês. Vamos contar tudo hoje”, disse, ao fazer um chamado para uma live agendada para este domingo 24, às 21h.

Os irmãos estarão reunidos com o ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e com o blogueiro e editor de site bolsonarista, Paulo Enéas.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Assine a edição semanal da revista ou contribua com o quanto puder.