CartaExpressa

Haddad tem ‘maior capacidade de aglutinar’, diz Gleisi em meio a tratativas com o PSB em SP

O estado é peça-chave nas articulações nacionais entre as duas siglas; em SP, os socialistas querem lançar Márcio França

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad. Foto: Ricardo Stuckert
O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad. Foto: Ricardo Stuckert

Em meio às negociações entre PT e PSB para a formação de uma federação e, consequentemente, de uma aliança em torno de Lula nas eleições presidenciais, a presidenta petista, Gleisi Hoffmann (PR), declarou nesta sexta-feira 14 que Fernando Haddad (PT) parece ter maior viabilidade eleitoral em São Paulo.

O cenário paulista é um dos principais nós a serem desatados por PT e PSB na busca de uma aliança – os socialistas desejam lançar Marcio França para governador. Além de São Paulo, estão em discussão Rio de Janeiro, Pernambuco, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.

Em entrevista a O Globo, Gleisi afirmou que “é legítimo tanto o PT quanto o PSB colocarem os nomes na mesa”.

“De fato, em São Paulo o que a gente tem visto é o Haddad em 1º lugar aqui nas pesquisas, acho que tem uma capacidade maior de aglutinar. Mas vamos sentar e conversar com o PSB”, disse a presidenta do PT. Em Pernambuco, segundo Gleisi, também há necessidade de aprofundar o diálogo.

O PT levantou o nome do senador Humberto Costa para a sucessão de Paulo Câmara (PSB), que está no último ano de seu 2º mandato. O argumento petista é de que os pessebistas não apresentaram, até aqui, um postulante para a eleição. “O Humberto tem trânsito bom com o PSB e sempre esteve junto”, avalia Gleisi.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!