CartaExpressa

Haddad conversa com Lula e aceita concorrer à Presidência em 2022

Decisão, no entanto, pode ser revertida caso o ex-presidente recupere seus direitos políticos

Fernando Haddad e Lula. Foto: Ricardo Stuckert
Fernando Haddad e Lula. Foto: Ricardo Stuckert
Apoie Siga-nos no

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, candidato do PT à Presidência em 2018, deve concorrer novamente ao posto no ano que vem. A decisão foi tomada após conversa com o ex-presidente Lula.

“Ele (Lula) me chamou para uma conversa no último sábado e disse que não temos mais tempo para esperar”, afirmou Haddad em entrevista ao site Brasil 247. “Ele me pediu para colocar o bloco na rua e eu aceitei”.

Haddad chegou ao segundo turno em 2018 e recebeu 47.040.906 votos, perdendo a disputa para Jair Bolsonaro.

A decisão do ex-prefeito de pleitear mais uma vez a Presidência pode, no entanto, ser revertida em caso de recuperação dos direitos políticos por Lula. Caso isso ocorra, garantiu Haddad, “ele terá o apoio de todos nós”.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.