CartaExpressa

Guerra na Ucrânia pode durar ‘anos’, diz chefe da Otan

Jens Stoltenberg pediu aos países ocidentais que demonstrem seu apoio a Kiev enquanto durar o conflito

Registro em 7 de maio de 2022 da ação de bombeiros ucranianianos em Bilohorivka, na região de Lugansk. Foto: Handout/Ukrainian State Emergency Service/AFP)
Registro em 7 de maio de 2022 da ação de bombeiros ucranianianos em Bilohorivka, na região de Lugansk. Foto: Handout/Ukrainian State Emergency Service/AFP)
Apoie Siga-nos no

A guerra na Ucrânia pode durar “anos” alertou o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, em uma entrevista publicada neste domingo 19 pelo jornal alemão Bild, na qual pede aos países ocidentais que demonstrem seu apoio a Kiev enquanto durar.

“Temos de estar preparados para que isso dure anos”, afirmou Stoltenberg.

“Não devemos esmorecer em nosso apoio à Ucrânia, mesmo que os custos sejam altos, não apenas em termos de apoio militar, mas também no aumento dos preços da energia e dos alimentos”.

Estadão Conteúdo

Estadão Conteúdo

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.