CartaExpressa,Política

Guedes reclama de ‘barulho’ e diz que dólar ‘já era para estar descendo’

Guedes reclama de ‘barulho’ e diz que dólar ‘já era para estar descendo’

O ministro da Economia, Paulo Guedes. Foto: Sergio Lima/AFP

O ministro da Economia, Paulo Guedes. Foto: Sergio Lima/AFP

O ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou nesta terça-feira 14 que o dólar já deveria estar em queda no Brasil, mas que o “barulho político” impede a normalização do câmbio.

“Esse dólar já era para estar descendo, mas o barulho político não deixa descer. Não tem problema: mais tempo para as exportações, para a substituição de importações. Não temos pressa, o negócio é fazer a coisa certa”, declarou Guedes durante evento do banco BTG.

Nesta terça, o dólar fechou o pregão em alta de 0,65%, negociado a 5,2578 reais. Guedes estimou que a moeda deveria valer entre 3,80 e 4,20 reais.

Ainda durante sua participação, o ministro mencionou a crise institucional. Embora tenha dito à plateia de investidores ser algo normal, também declarou que o peso do “barulho político” vem se sobrepondo à desvalorização do real diante do dólar.

O ministro ainda negou a possibilidade de golpe e defendeu o presidente Jair Bolsonaro: “Todo dia chamam o presidente de genocida. Ele mandou prender alguém? Não mandou prender ninguém, mas tem gente prendendo aí. A gente tem que ter uma certa moderação”.

 

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem