CartaExpressa

Governo Bolsonaro ofereceu cargo em troca de voto, denuncia senador

Governo Bolsonaro ofereceu cargo em troca de voto, denuncia senador

Em entrevista à Folha de S.Paulo, Izalci Lucas disse que o texto era ruim para o País

Foto: FERNANDO SOUZA / AFP

Foto: FERNANDO SOUZA / AFP

O senador Izalci Lucas (PSDB-DF) afirmou que os ministros da Casa Civil, Luiz Ramos, e do Turismo, Gilson Machado, o procuraram antes da votação da Medida Provisória da privatização da Eletrobras para oferecer a nomeação de um indicado seu para um cargo público.

De acordo com o parlamentar, em entrevista à Folha de S.Paulo, ele respondeu que o texto era ruim para o País e que nunca votou em troca de cargo.

“Nunca tive isso de toma lá dá cá”, afirmou o senador ao jornal. “Não é meu perfil votar em função de lobby ou em troca de alguma coisa. Nunca fiz isso na minha vida pública. Acho que as pessoas estão confundindo. É lamentável”, disse.

Na segunda 21, o filho do senador, Sergio Ferreira, foi exonerado do cargo de diretor de Empreendedorismo Cultural da Secretaria Especial da Cultura, que é subordinada à pasta de Gilson Machado.

“Deve ser um reflexo da votação da Eletrobras. Mas o Ramos que tem que responder isso, né?”, questionou o senador.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem