CartaExpressa

Governador do Amazonas é alvo de operação da Polícia Federal

Governador do Amazonas é alvo de operação da Polícia Federal

Há indícios de que funcionários da Secretaria de Estado de Saúde realizaram contratação fraudulenta para favorecer grupo de empresários

O governador do Amazonas, Wilson Lima. Foto: Governo do Amazonas

O governador do Amazonas, Wilson Lima. Foto: Governo do Amazonas

A Polícia Federal realiza, nesta quarta-feira 2, uma operação que tem como alvo a alta cúpula do governo do Amazonas. São cumpridos 25 mandados judiciais, sendo 19 mandados de busca e apreensão e 6 de prisão temporária.

De acordo com a PF, há indícios de que funcionários da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas realizaram contratação fraudulenta para favorecer grupo de empresários locais, sob orientação da cúpula do governo do estado.

“Verificou-se, ainda, que contratos das áreas de conservação e limpeza, lavanderia hospitalar e diagnóstico por imagem, todos os três firmados em janeiro de 2021 com o governo do Amazonas, cujos serviços são prestados em apoio ao hospital de campanha, contêm indícios de montagem e direcionamento de procedimento licitatório, prática de sobrepreço e não prestação de serviços contratados”, diz a PF em nota.

Segundo apurou o G1, agentes fazem busca na casa do governador Wilson Lima, na sede do governo do Amazonas, na Secretaria de Saúde, na casa do secretário de saúde Marcellus Campêlo, na casa do dono do Hospital Nilton Lins e no Hospital Nilton Lins.

As ações são parte da quarta fase da Operação Sangria, que investiga crimes como pertencimento a organização criminosa, fraude a licitação e desvio de recursos públicos.

“Os indiciados poderão cumprir pena de até 24 anos de reclusão”, informa a PF.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem