CartaExpressa,Política

Gleisi: ‘O Brasil não tem tempo para as grosserias delirantes de Ciro’

Gleisi: ‘O Brasil não tem tempo para as grosserias delirantes de Ciro’

Gleisi Hoffmann e Ciro Gomes. Fotos: Marcos Oliveira/Agência Senado e José Cruz/Agência Brasil

Gleisi Hoffmann e Ciro Gomes. Fotos: Marcos Oliveira/Agência Senado e José Cruz/Agência Brasil

A presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, usou as redes sociais nesta quarta-feira 13 para rebater a ofensiva do provável candidato do PDT ao Palácio do Planalto, Ciro Gomes, contra os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff. Para Gleisi, Ciro recorreu a “grosserias delirantes”.

Após o pedetista dizer que Lula conspirou pelo impeachment de Dilma, a ex-presidenta rebateu: “Ciro Gomes está tentando de todas as formas reagir à sua baixa aprovação popular. Mais uma vez mente de maneira descarada, mergulhando no fundo do poço”.

 

 

Pouco depois, o pedetista devolveu: “Na vida nunca menti. Mas errei algumas vezes. Uma delas quando lutei contra o impeachment de uma das pessoas mais incompetentes, inapetentes e presunçosas que já passaram pela presidência. Claro, que estou falando de você, Dilma”.

Em reação, Gleisi escreveu que “o povo brasileiro sofre com desemprego, carestia, pandemia, pobreza e fome” e “é sobre isso que queremos conversar com a sociedade e as forças políticas”.

“O Brasil ñ tem tempo p/ as grosserias delirantes de Ciro, q só é notícia ofendendo Lula e Dilma. O povo espera muito de nós!”.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem