CartaExpressa

Gilmar Mendes: ‘Vacinas devem envolver debates técnicos, não políticos’

‘O momento exige grandeza’, disse o ministro do STF nesta quarta-feira 9

O Ministro Gilmar Mendes. Foto: Nelson Jr./STF
O Ministro Gilmar Mendes. Foto: Nelson Jr./STF

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi às redes sociais nesta quarta-feira 9 para cobrar “grandeza” em relação à campanha de vacinação contra a Covid-19.

“Vacinas devem envolver debates técnicos, não políticos. O papel do Estado, no tema, é garantir a sua disponibilização da forma mais rápida e segura possível. Em respeito aos nossos mais de 178 mil mortos, não há espaço para disputas políticas. O momento exige grandeza”, escreveu o ministro.

Nesta quarta, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, aventou a possibilidade de iniciar a campanha emergencial de vacinação ainda em dezembro ou janeiro, a depender de autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“O uso emergencial pode acontecer agora em dezembro, em hipótese, se nós fecharmos o contrato com a Pfizer. O ‘se’ é porque o contrato está sendo fechado. Desculpa o gerúndio. Se a Pfizer conseguir autorização emergencial e se a Pfizer nos adiantar alguma entrega, isso pode acontecer em janeiro, final de dezembro”, afirmou Pazuello em entrevista à CNN Brasil.

CartaCapital

CartaCapital

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!