CartaExpressa

Gilmar Mendes encaminha à PGR pedido para que Queiroga seja investigado

O PT moveu uma queixa-crime em que questiona a instabilidade de dados do Ministério da Saúde passados 40 dias do ataque hacker

O Ministro Gilmar Mendes. Foto: Nelson Jr./STF
Apoie Siga-nos no

O ministro do Supremo Tribunal federal, Gilmar Mendes, encaminhou à Procuradoria Geral da República um pedido feito pelo PT para que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, seja investigado diante à instabilidade no sistema de dados da pasta.

Na queixa-crime, o partido cita o ataque hacker sofrido pelo Ministério no começo de dezembro, porém alega que não há explicações para o sistema ainda enfrentar instabilidade 40 dias depois do ocorrido.

A legenda também acusa o presidente Bolsonaro e o governo federal de ‘negacionismo’ e que as medidas adotadas para contenção da pandemia se deram às custas da atuação do STF, governadores e Congresso Nacional.

Feito o encaminhamento, praxe no STF, caberá ao procurador-geral da República, Augusto Aras, se posicionar sobre a abertura ou não de uma investigação acerca do ministro Queiroga.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.