CartaExpressa

Filipe Sabará é expulso do Novo por ‘inconsistências no currículo’

Candidato à Prefeitura de São Paulo não pertence mais ao quadro de filiados, diz comissão de ética

A Comissão de Ética do Partido Novo informou, nesta quarta-feira 21, que determinou a expulsão do candidato à Prefeitura de São Paulo, Filipe Sabará. Em nota, o partido alegou “inconsistências” em seu currículo. O candidato dizia ter feito uma graduação na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), porém, a instituição negou ao jornal O Estado de S. Paulo que ele tenha realizado o curso.

CEP decide por unanimidade pela expulsão de Filipe Sabará

O Diretório Nacional informa ao Diretório Municipal e aos filiados da cidade de São Paulo que foi comunicado pela Comissão de Ética Partidária (CEP) da sua decisão, por unanimidade, pela expulsão de Filipe Sabará, referente ao Processo Administrativo Disciplinar PAD (2020/014), que tratou de inconsistências em seu currículo.

Conforme Resolução Interna de nº 31, fica estabelecido o prazo de 10 dias corridos a partir da presente data para apresentação de recurso ao Diretório Nacional. O recurso não tem efeito suspensivo da decisão, de forma que Filipe Sabará está oficialmente expulso e não pertence mais ao quadro de filiados do NOVO.

Todo o rito processual seguiu rigorosamente os prazos e procedimentos previstos em nosso estatuto e na resolução que regulamenta os processos da CEP.

O Diretório Nacional reitera sua confiança nas decisões da CEP, sua transparência com o processo e o respeito à ampla defesa do denunciado.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!