CartaExpressa,Política

Filha de Bolsonaro entrará em colégio militar sem passar por seleção, diz site

Filha de Bolsonaro entrará em colégio militar sem passar por seleção, diz site

Os funcionários da escola já foram avisados nesta semana que Laura Bolsonaro deverá ocupar uma vaga no colégio em 2022

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Laura, a filha mais nova do presidente Jair Bolsonaro, irá ingressar como aluna do colégio militar em 2022 sem passar pela seleção prevista para ocupar uma vaga. A informação foi divulgada pelo jornalista Guilherme Amado, do site Metrópoles, neste sábado 23.

Recentemente, o presidente já havia afirmado que a menina iria estudar na escola ‘por questão de segurança’. Para ocupar uma vaga, no entanto, é necessário participar de um processo seletivo, o que não será feito neste caso.

Situação semelhante ocorreu com o filho da deputada bolsonarista Carla Zambelli (PSL-SP). Aos 11 anos, o jovem passou a integrar o quadro de alunos do colégio em Brasília sem passar pelo crivo das provas seletivas. A parlamentar também justificou a medida como ‘uma questão de segurança’.

De acordo com o site, os funcionários da escola já foram avisados nesta semana que Laura Bolsonaro deverá ocupar uma vaga no 6º ano do ensino fundamental em 2022. O presidente ainda não se pronunciou sobre o caso.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem