CartaExpressa

‘Fica quieta, fica quieta’, diz Bolsonaro a Zambelli em meio a ‘piada’ sobre Doria

‘Ele aumentou o ICMS de tudo, menos do Hipoglós’, disse o ex-capitão em contato com militantes do cercadinho do Palácio da Alvorada

Créditos: Reprodução Redes Sociais
Créditos: Reprodução Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

O presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer uma tentativa de “piada” sobre o governador de São Paulo, João Doria, nesta quarta-feira 19, em interação com seus apoiadores na saída do Palácio do Alvorada.

O ex-capitão ironizou aumentos praticados pelo tucano no estado. “Ele aumentou o ICMS de tudo, menos do Hipoglós”, disse Bolsonaro, em referência ao creme utilizado para assaduras.

Naquele momento, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), que acompanhava o diálogo, emendou: “Advogando em causa própria”. Bolsonaro, então, respondeu: “Fica quieta, fica quieta aí”.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.