CartaExpressa

FHC volta a defender frente ampla com o PT para derrotar Bolsonaro

FHC volta a defender frente ampla com o PT para derrotar Bolsonaro

FHC volta a defender frente ampla com o PT para derrotar Bolsonaro

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defende que o PSDB participe dos atos contra o presidente Jair Bolsonaro mobilizados por partidos da oposição, inclusive o PT. Internamente, no entanto, líderes tucanos ainda apresentam resistência ao movimento, embora nacionalmente o partido tenha assumido postura de oposição ao governo.

“Não importa quem convoque. Havendo uma convocação que seja possível de participar, dizer o que pensa é bom”, disse FHC em entrevista ao O Globo.

“É bom que se crie uma frente ampla. Que haja diversidade de opiniões, mas que sejam todas a favor da democracia. Eu não discrimino (o PT). O PT não é intrinsicamente contra a democracia. Nunca foi. O governo do PT muitas vezes dava a sensação de (ser). Mas não há um sentimento genuíno do PT de ser contra a diversidade de opiniões”, completou o líder pessedebista.

O tucano também comentou sobre as prévias do partido que, até o momento, tem a disputa protagonizada por João Doria, governador de São Paulo, e Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul.

“Eu vou apoiar quem tiver maior capacidade de agregar opinião nacional. Se o Leite tiver mais que o Doria, vai o Leite. Se o Doria tiver mais que o Leite, vai o Doria. E pode ter um terceiro ainda “, afirmou.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem