CartaExpressa

Felipe Rigoni, cria do RenovaBR, troca o PSB pelo União Brasil, novo ‘megapartido’ da direita

Em 2019, no primeiro ano da atual legislatura, Rigoni foi punido pelo PSB por votar a favor da Reforma da Previdência

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Apoie Siga-nos no

O deputado federal Felipe Rigoni, do Espírito Santo, trocou o PSB pelo União Brasil, partido que resultará da fusão entre DEM e PSL. A nova sigla publicou nas redes sociais uma imagem em que o ex-pessebista aparece ao lado de ACM Neto, presidente do DEM, e Luciano Bivar, presidente do PSL.

“[Rigoni] Defende ‘responsabilidade fiscal com sensibilidade social’. Seja bem-vindo ao maior partido do Brasil”, diz a legenda da imagem.

Em 2019, no primeiro ano da atual legislatura, Rigoni foi punido pelo PSB por votar a favor da Reforma da Previdência. Ele e outros oito deputados da legenda desrespeitaram a orientação partidária pela rejeição da proposta. Desde então, o desgaste no PSB se acentuou. Em setembro, o parlamentar disse à TV Cultura que se sentia “perseguido”.

Rigoni é uma das crias do RenovaBR, organização que se recusa a ser chamada de “movimento” e reivindica o título de “escola de formação política mantida por cidadãos comuns”.

No caso da Reforma da Previdência, oito dos nove deputados formados pelo RenovaBR votaram pela aprovação do texto. Tabata Amaral, então no PDT, teve a maior repercussão.

Agora, Felipe Rigoni se junta ao União Brasil, que pretende ser o “megapartido” da direita. Logo de cara, deve contar com mais de 80 cadeiras na Câmara, embora o número tenda a diminuir com a saída de bolsonaristas. A sigla também deve ter um candidato próprio à Presidência da República em 2022.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.