CartaExpressa

Eu não interfiro em lugar nenhum, diz Bolsonaro após tentar barrar CPI

Eu não interfiro em lugar nenhum, diz Bolsonaro após tentar barrar CPI

Presidente tenta, mais uma vez, justificar ligação gravada com o senador Jorge Kajuru

Foto: EVARISTO SA / AFP

Foto: EVARISTO SA / AFP

O presidente Jair Bolsonaro disse na noite da segunda-feira 12 que foi clara a decisão do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), de mandar abrir uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para apurar denúncia contra ele, “não contra quem possivelmente desviou recursos” na pandemia.

“Eu não interfiro em lugar nenhum”, afirmou. “Olha, nós estamos ligados à pandemia desde fevereiro do ano passado, quando gente liberou carnaval, mas tudo bem”, disse, sem, no entanto, citar os nomes de Barroso nem de governadores.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), avalia a possibilidade de ampliar o escopo das investigações da CPI da Covid para incluir Estados e municípios.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem