CartaExpressa,Política

‘Estão achando que vão me brochar, que vou recuar’, diz Bolsonaro sobre Moraes

‘Estão achando que vão me brochar, que vou recuar’, diz Bolsonaro sobre Moraes

De acordo com Bolsonaro, o ministro do STF 'não vai continuar fazendo gracinha, não vai continuar prendendo gente'

JAIR BOLSONARO E ALEXANDRE DE MORAES. FOTOS: EVARISTO SÁ/AFP E ANDRESSA ANHOLETE/AFP

JAIR BOLSONARO E ALEXANDRE DE MORAES. FOTOS: EVARISTO SÁ/AFP E ANDRESSA ANHOLETE/AFP

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar, neste sábado 4, integrantes do Supremo Tribunal Federal, em especial o ministro Alexandre de Moraes, que conduz o inquérito das Fake News.

Ao discursar no Cpac (Conferência de Ação Política Conservadora, na tradução do inglês), em Brasília, o presidente disse que infelizmente, temos um ministro do Supremo que está dando um tom completamente errado. Lá, todos devem zelar pela Constituição. […] Este um está contaminando a nossa democracia”.

Em seguida, Bolsonaro afirmou que medidas precisam ser tomadas contra Moraes.

“Quando um deputado federal ou um senador está extrapolando, o que é comum? A princípio ele vai pro Conselho de Ética. E no Supremo Tribunal Federal quando um ministro está saindo também pela tangente na curva, o que acontece com ele?”, indagou.

Segundo Bolsonaro, com o povo ao lado dele, o magistrado “não vai continuar fazendo gracinha, não vai continuar prendendo gente que segundo ele [Moraes] abusou da liberdade de expressão”.

“Falar em fraude eleitoral agora virou fake news. Ou fala o que eles querem, ou instauram inquérito. Estão achando que vão me brochar, estão achando que vou recuar. Eu sei que estar do lado deles é fácil, mas não fugirei da verdade nem do compromisso que fiz com vocês”, disse ainda o presidente.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem