CartaExpressa

Esposa de Flávio, filhas do Queiroz: os denunciados das rachadinhas

Ao todo, 17 pessoas foram denunciadas pelo MP-RJ por participação em esquema de desvio de dinheiro público

A denúncia do caso das rachadinhas no gabinete de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) enquanto era deputado estadual demorou, mas chegou. Além do senador e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz, foram denunciadas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro outras 15 pessoas por participação no esquema de desvio de dinheiro público situado na Alerj.

Entre elas, está a esposa de Flávio, Fernanda Antunes Figueira Bolsonaro, e o chefe de gabinete do senador, Miguel Ângelo Braga Grillo. Foram denunciadas ainda a esposa de Queiroz, Márcia Oliveira de Aguiar, e as filhas, Nathalia e Evelyn Melo de Queiroz. A ex-mulher e a mãe do miliciano Adriano da Nóbrega, Danielle Nóbrega e Raimunda Veras Magalhães, também estão na lista.

Segundo o MP-RJ, há outra ‘ala’ ligada a Queiroz, composta por vizinhos e amigos do ex-assessor. São eles Agostinho Moraes da Silva, Jorge Luis de Souza, Sheila Coelha de Vasconcellos, Marcia Cristina Nascimento dos Santos, Wellington Sérvulo Romano da Silva, Flávia Regina Thompson Silva e Luiza Sousa Paes. Para encerrar, há também a menção ao corretor Glenn Dillard, responsável pela venda de dois imóveis a Flávio.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!