CartaExpressa

Erminia Maricato é a primeira mulher a receber máximo de arquitetura

Erminia Maricato é a primeira mulher a receber máximo de arquitetura

A arquiteta e urbanista Erminia Maricato será a primeira mulher brasileira a receber o prêmio máximo concedido pela Federação Pan-americana de Associações de Arquitetos (FPAA): a Medalha de Ouro.

A profissional defendeu a Reforma Urbana de iniciativa popular na Assembleia Constituinte do Brasil, em 1988, integrando a questão urbana, pela primeira vez, como um capítulo da Carta Magna. Também atuou ativamente pela criação do Ministério das Cidades, sendo sua primeira secretária-executiva.

“A todos e todas meu muito obrigada. Apesar da pandemia, apesar dos ataques à democracia, apesar da agressão à nossa soberania, vamos em frente tirar do papel e implementar a Lei nº 11.888/2008 (sobre assistência técnica para habitação de interesse social). Vamos mudar a qualidade do ambiente construído no Brasil e mostrar o quanto a arquitetura e o urbanismo são necessários à vida social”, afirmou Ermínia ao Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Post Tags
Compartilhar postagem