CartaExpressa

Em regime de urgência, Câmara aprova projeto que proíbe edição de textos da Bíblia

O PL 4606/2019 é de autoria do deputado Pastor Sargento Isidório (Avante/BA)

Foto: Marcos Santos/ Usp Imagens 21/03/2012 Foto: Marcos Santos/ Usp Imagens 21/03/2012
Apoie Siga-nos no

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira 23 um projeto de lei que proíbe alterações, edições ou adições no texto da Bíblia. A matéria tramitou em regime de urgência e agora segue para o Senado.

O PL 4606/2019 é de autoria do deputado Pastor Sargento Isidório (Avante/BA). Segundo ele, “não se pode permitir possibilidades para que nunca esse livro sagrado seja tocado em nenhum momento da nossa existência”.

Apenas três partidos orientaram suas bancadas a votar contra: PSOL, Novo e Rede.

No plenário, deputados criticaram o projeto. “Existem diferentes versões da Bíblia, adaptadas para cada público. Quem vai definir? O Estado vai dizer que essa Bíblia vale e aquela não vale? Cada pessoa deve dar a interpretação que quer dar à Bíblia porque o Estado é laico”, disse Tiago Mitraud (Novo-MG).

“Se não pode haver alteração, então qualquer material didático com ilustrações para crianças não poderá ser editado. Não poderemos colocar uma religião ao abrigo de outras religiões”, argumentou a deputada Fernanda Melchionna (PSOL-RS).

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.