CartaExpressa

Em novo ataque, hackers invadem site do Ministério da Educação e xingam Bolsonaro

A invasão aconteceu no site da Escola Virtual, um ambiente de cursos à distância

Créditos: Reprodução Créditos: Reprodução
Créditos: Reprodução Créditos: Reprodução

Em meio a um ataque hacker que tirou do ar as plataformas do Ministério da Saúde, na madrugada desta sexta-feira 10, houve uma nova invasão. Dessa vez, a um site do Ministério da Educação. O ataque foi no ambiente da Escola Virtual, uma plataforma de cursos à distância.

O grupo deixou uma mensagem reivindicando dinheiro para liberar o acesso aos dados e xingando o presidente Jair Bolsonaro.

“Nós voltamos, porém, com mais notícias (e com mais poderio). Vamos explicar algumas coisas: o nosso único objetivo é obter dinheiro, não ligamos para a família Bolsonaro (vulgo Bolsofakenews) de m**”, escreveram.

O site da Escola Virtual encontra-se fora do ar. O Ministério da Educação ainda não se posicionou sobre o caso.

Sobre o ataque às plataformas do Ministério da Saúde, a Polícia Federal abriu um inquérito para investigar a invasão e, em nota, afirmou que os bancos de dados de sistemas da pasta não foram criptografados pelos hackers.

 

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!