CartaExpressa

Em depoimento, viúva de Bebianno diz que destruiu celular do marido

Renata depôs em investigação sobre disparos em massa pelo WhatsApp em 2018

Gustavo Bebianno, ministro falecido por infarto. Foto: Valter Campanato/EBC
Apoie Siga-nos no

A viúva de Gustavo Bebianno afirmou que destruiu o último celular do marido, segundo informações publicadas neste domingo 27 pelo jornal Folha de S. Paulo. Renata Bebianno fez a declaração em depoimento para a Polícia Federal e para o Ministério Público.

Renata é advogada e foi ouvida no âmbito da investigação que apura disparos de WhatsApp durante as eleições de 2018. Ela foi questionada se fez pesquisas no telefone do ex-ministro do presidente Jair Bolsonaro e disse que não.

Bebianno morreu de infarto fulminante em março de 2020. Ele foi intimado para depor na investigação, mas faleceu antes da data.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar