CartaExpressa,Política

Eleição não é assunto do Ministério da Defesa, afirma o general Santos Cruz

Eleição não é assunto do Ministério da Defesa, afirma o general Santos Cruz

O General Santos Cruz. Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O General Santos Cruz. Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O general Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro, afirmou nesta quinta-feira 22 que assuntos eleitorais não cabem ao Ministério da Defesa, atualmente sob comando do general Walter Braga Netto.

“O Ministério da Defesa trata da operacionalidade das tropas, da capacidade das instituições militares, tem uma série de assuntos que são próprios do Ministério da Defesa. Eleição é um assunto mais do Poder Legislativo”, disse Santos Cruz ao jornal O Estado de S.Paulo.

A declaração do ex-ministro foi feita horas depois de o jornal informar que Braga Netto ameaçou a realização das eleições em 2022 caso não seja adotado o voto impresso ‘auditável’. O militar teria enviado um ‘recado’ ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

“É um assunto muito sério fazer uma ameaça de não haver eleição. Eleição é um dos fundamentos da democracia, é uma coisa que não pode ser ameaçada”, acrescentou Santos Cruz. “Uma coisa é o aperfeiçoamento do sistema eleitoral, você pode discutir. Agora, a existência da eleição, não. A existência da eleição não pode ser contestada”.

O ex-ministro ainda disse que “precisa ser verificada a responsabilização”.

 

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem