CartaExpressa

Doria não descarta ter Moro como vice, mas diz ser cedo para definição

‘Estaremos juntos no mesmo campo, mas não necessariamente na mesma candidatura’, afirmou o tucano

Foto: Rovena Rosa/EBR
Foto: Rovena Rosa/EBR

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), não descarta compor uma chapa com o ex-juiz Sergio Moro para a eleição presidencial de 2022, mas disse que é “cedo ainda para fazer uma definição sobre isso”. Em entrevista ao Estadão, o tucano afirmou ainda que eles estarão “longe dos extremistas”.

“Estaremos juntos no mesmo campo, mas não necessariamente na mesma candidatura. Temos o mesmo objetivo, que é defender o Brasil e os brasileiros”, declarou o governador.

Na conversa, Doria reforçou a necessidade do PSDB ter candidato à presidência ao contrário do que defende o correligionário Aécio Neves.

“O PSDB deve prioritariamente ter sim um candidato a presidente da República e fazer uma grande bancada”.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!