CartaExpressa

Doria: Errei fortemente em apoiar Bolsonaro contra Haddad e o PT

Doria: Errei fortemente em apoiar Bolsonaro contra Haddad e o PT

'Erramos no remédio. Elegemos um louco, um psicopata', declarou o governador

João Doria e Jair Bolsonaro. Fotos: Divulgação/Governo de São Paulo e Marcos Corrêa/PR

João Doria e Jair Bolsonaro. Fotos: Divulgação/Governo de São Paulo e Marcos Corrêa/PR

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), admitiu que errou ao apoiar o então candidato a presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2018.

O tucano justifica sua decisão citando uma disputa que travou com Haddad nas eleições de 2016, quando disputaram  Prefeitura de São Paulo.

“Assumo aqui que errei. Errei fortemente ao apoiar Bolsonaro na eleição contra o PT, contra Fernando Haddad. […] Eu como milhões de outros brasileiros acreditei que Jair Bolsonaro pudesse ser a solução para a corrupção. Erramos no remédio. Elegemos um louco, um psicopata”, afirmou em entrevista ao Poder360.

“Tenho uma justificativa que é razoável: eu ganhei de Fernando Haddad nas eleições aqui em 2016. Haddad era prefeito de São Paulo. E eu me elegi, no 1º turno, contra Fernando Haddad, contra Lula e contra o movimento de todos os partidos de esquerda”, acrescentou.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem