CartaExpressa

Deputados articulam CPI para investigar atuação de Moro em consultoria dos EUA

Para abrir a CPI, os deputados devem contar não apenas com o apoio de parlamentares da oposição, mas também com a assinatura de diversos bolsonaristas

O ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro da Justiça Sergio Moro. Foto: Lula Marques/Fotos Públicas
O ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro da Justiça Sergio Moro. Foto: Lula Marques/Fotos Públicas
Apoie Siga-nos no

Deputados da oposição começam a colher assinaturas para aprovar a instalação de uma CPI na Câmara para investigar o possível conflito de interesses na atuação de Sergio Moro (Podemos) na consultoria Alvarez & Marsal, nos Estados Unidos. A informação é do jornal Folha de S. Paulo deste domingo 23.

Quem lidera a empreitada de colher assinaturas para abrir a comissão de inquérito é o deputado Paulo Teixeira (PT-SP). O parlamentar precisa de 171 assinaturas para dar início ao processo. Ao jornal, ele garantiu já ter 140 deputados favoráveis ao tema.

Se aberta, o ponto de partida da CPI seria a investigação contra Moro já aberta pelo Tribunal de Contas da União. Os valores recebidos pela empresa por sua atuação junto à Odebrecht, revelados recentemente, também seriam objetos de análise.

Ao todo, a Alvarez & Marsal recebeu 42 milhões de reais de empresas investigadas pela Lava Jato. A suspeita é de que Moro tenha fornecido informações privilegiadas para obter vantagem.

Moro nega que tenha atuado para as empresas que julgou na consultoria norte-americana. Ele se recusa, no entanto, a revelar os valores recebidos e detalhes dos serviços prestados para o escritório.

Para abrir a CPI, os deputados devem contar não apenas com o apoio de parlamentares da oposição, quem somam 140, mas também com a assinatura de diversos bolsonaristas, que consideram o ex-juiz um traidor do governo.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.