CartaExpressa

Deputado que denunciou suposto esquema da Covaxin teme pela própria vida

‘Sempre pode ter um louco que queira fazer justiça, achar que você está tentando fazer mal ao presidente’, disse

Luis Miranda e Bolsonaro. Foto: Reprodução
Luis Miranda e Bolsonaro. Foto: Reprodução

O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), que depõe nesta sexta-feira 25 à CPI da Covid no Senado Federal, afirmou temer pela própria vida após denunciar irregularidades na compra da vacina indiana Covaxin pelo governo federal.

Em entrevista ao portal Metrópoles, o parlamentar comentou a coação que sofreu por parte do ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni. que chegou a dizer que Miranda se entenderia com “Deus e com a gente”.

“É claro que o Onyx impulsiona as pessoas contra mim, é óbvio. E aí sempre pode ter um louco que queira fazer justiça, achar que você está tentando fazer mal ao governo ou ao presidente. O Onyx incentiva o ódio e violência, além de ter mentido sobre documentos. Se os documentos fossem falsos eu não teria levado para o presidente. Onyx criou um ambiente muito negativo, muito ruim. Realmente eu fico temeroso. Temo um maluco fanático que possa agir de uma forma impensada”, declarou.

O deputado confirmou que, durante seu depoimento, fará uma cronologia dos fatos desde “o momento que começa a assinatura de contrato, todos os envolvimentos que rodeiam a vacina”.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!