CartaExpressa

Deputado Luis Miranda aciona a PF após ameaças de morte

‘Lá atrás, o Bolsonaro não levou a sério as ameaças e foi esfaqueado’, destacou o parlamentar

O deputado Luis Miranda (DEM-DF) a caminho do depoimento à CPI da Covid no Senado.

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
O deputado Luis Miranda (DEM-DF) a caminho do depoimento à CPI da Covid no Senado. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado
Apoie Siga-nos no

O deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) acionou a Polícia Federal após sofrer ameaças de morte nas redes sociais. A informação é do portal Metrópoles. O parlamentar denunciou possíveis irregularidades na compra da vacina Covaxin pelo governo federal.

Em depoimento à CPI da Covid no Senado, Miranda relatou que o presidente Jair Bolsonaro foi alertado do ‘esquema’, mas nada fez para impedir.

A oitiva também implicou o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), apontado como articulador da corrupção no caso. O nome de Barros teria sido revelado a Miranda por Bolsonaro no encontro em que fez as denúncias.

Desde que se tornou o ‘inimigo número um’ do governo, o deputado tem recebido ameaças. A equipe do parlamentar vem reunindo todas as mensagens em um documento.

“Recebo ameaças o tempo todo, inclusive seríssimas contra minha vida, dizendo que eu merecia morrer pelo que fiz com o presidente. Lá atrás, o Bolsonaro não levou a sério as ameaças e foi esfaqueado. Sempre tem um cara louco o suficiente capaz de fazer uma besteira. Nunca se deve levar na brincadeira esse tipo de situação”, disse Miranda.

A CPI da Covid já solicitou reforço na segurança do parlamentar. Até o momento, porém, não há informações de que a solicitação tenha sido atendida. Segundo relatou ao portal, Miranda está isolado e conta com um assessor especialista em defesa pessoal.

 

CartaCapital

CartaCapital Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.