CartaExpressa

Depoimento de ex-secretário do Amazonas indica que Pazuello mentiu

Depoimento de ex-secretário do Amazonas indica que Pazuello mentiu

Marcellus Campêlo afirmou que ligou para o ministro da Saúde à época no dia 7 de janeiro para falar sobre a crise de falta de oxigênio

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Em depoimento à CPI da Covid, no Senado Federal, o ex-secretário de Saúde do Amazonas Marcellus Campêlo afirmou que ligou para o ministro da Saúde à época, Eduardo Pazuello, no dia 7 de janeiro  para falar sobre a crise de falta de oxigênio no estado.

A declaração desmente o ex-ministro que, à Comissão Parlamentar de Inquérito, disse só foi informado no dia 10 de janeiro sobre o problema.

“Fiz ligação para ministro Pazuello no dia 7 de janeiro explicando necessidade de trazer oxigênio, a pedido da White Martins. [No dia] 9 de janeiro, enviamos diariamente ofício ao Ministério pedindo apoio em relação a oxigênio”, afirmou.

Senadores da CPI apontaram uma contradição entre os depoimentos. “O ministro mentiu”, reagiu o relator Renan Calheiros (MDB-AL).

Na sessão, o presidente Omar Aziz (PSD-AM) perguntou se o Ministério da Saúde respondeu às solicitações. “Não tenho conhecimento que houve resposta. Não houve resposta que eu saiba”.

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem