CartaExpressa

Datafolha no Rio: Paes, 55%; Crivella, 26%

Levando em conta apenas os votos válidos, Paes tem 68%; Crivella, 32%

Fotos: Redes Sociais
Fotos: Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

O Datafolha divulgou neste sábado 28 sua última pesquisa de intenção de voto para a Prefeitura do Rio de Janeiro. O 2º turno será realizado neste domingo 29.

O ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) aparece com 55% das intenções, contra 26% do atual prefeito e candidato à reeleição, Marcelo Crivella (Republicanos). Brancos e nulos somam 16%, enquanto 4% não souberam ou não quiseram opinar.

Considerando apenas os votos válidos, o levantamento registra Paes com 68%; Crivella, com 32%. No último levantamento, divulgado em 26 de novembro, Paes tinha 70% e Crivella, 30%.

O Datafolha ouviu 1.786 eleitores da cidade do Rio de Janeiro, entre os dias 27 e 28 de novembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.