CartaExpressa

Datafolha: 8 em cada 10 brasileiros apoiam passaporte da vacina para locais fechados

O levantamento indica que o maior percentual de favoráveis à medida se verifica entre mulheres, pessoas com mais de 60 anos, com ensino fundamental e que ganham até dois salários mínimos

Passaporte da vacina de um soteropolitano.

Foto: Jefferson Peixoto/Prefeitura de Salvador/Fotos Públicas
Passaporte da vacina de um soteropolitano. Foto: Jefferson Peixoto/Prefeitura de Salvador/Fotos Públicas
Apoie Siga-nos no

81% dos brasileiros são favoráveis à exigência de comprovante de vacinação contra a Covid-19 para a entrada em locais fechados, como escritórios, bares e restaurantes, aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira 17.

18% se disseram contrários à necessidade de apresentação do passaporte da vacina, enquanto 1% preferiu não responder.

O levantamento indica que o maior percentual de pessoais favoráveis à medida se verifica entre mulheres (87%), pessoas com mais de 60 anos (87%), com ensino fundamental (86%) e que ganham até dois salários mínimos (85%).

Por sua vez, os que mais rejeitam a obrigatoriedade da vacina para entrar em lugares fechados são homens (24%), pessoas de 25 a 34 anos (22%) e que ganham mais de dez salários mínimos (28%).

O endosso à exigência da imunização é superior no Sudeste (84%) e inferior na região Sul (75%).

Em um recorte religioso, o Datafolha mostra que há mais apoio ao passaporte da vacina entre espíritas (87%) e católicos (85%) do que entre evangélicos (76%).

A pesquisa oviu 2.023 pessoas entre 12 e 12 de janeiro em todos os estados brasileiros. A margem de erro é de dois percentuais, para mais ou para menos.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.