CartaExpressa

Juíza condena Eunício a indenizar Ciro em R$ 50 mil por chamá-lo de ‘batedor de carteira’

Segundo a decisão, os termos utilizados deixam ‘claro o animus injuriandi do demandado’

O pré-candidato do PDT à Presidência em 2022, Ciro Gomes. Foto: Mário Miranda/Amcham/Divulgação
O pré-candidato do PDT à Presidência em 2022, Ciro Gomes. Foto: Mário Miranda/Amcham/Divulgação

A juíza Fabricia Ferreira de Freitas, da 23ª Vara Cível de Fortaleza, condenou o ex-presidente do Senado Eunício Oliveira (MDB) a indenizar em 50 mil reais, por danos morais, o ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), a quem se referiu como “batedor de carteira”, “sem escrúpulos” e “cooptador de partido”.

Os ataques ocorreram em entrevista à imprensa cearense, em 2015.

“Cumpre enfatizar que o pronunciamento do requerido em relação ao autor atinge diretamente sua imagem, visto que dirigiu ao promovente palavras ofensivas, como ‘batedor de carteira’, ‘sem escrúpulos’ e ‘cooptador de partido’, ficando claro o animus injuriandi do demandado. Ressalta-se, ainda, que o meio pelo qual as ofensas foram proferidas foi em reportagem de jornal de grande veiculação”, diz trecho da decisão da magistrada.

A defesa de Eunício apresentou, entre outros, o argumento de que ele estaria “isento do dever de indenizar, visto que tem imunidade parlamentar formal e material”. Alegou, ainda, que “a conduta do Requerido se pautou em críticas inerentes ao mandato”.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!