CartaExpressa

CPI da Covid lista mais de 200 declarações negacionistas de Bolsonaro

Entre as frases listadas, estão, por exemplo, a que Bolsonaro comparou a doença a uma ‘gripezinha’

O presidente Jair Bolsonaro exalta a cloroquina. Foto: AFP
O presidente Jair Bolsonaro exalta a cloroquina. Foto: AFP

A equipe que auxilia o senador Renan Calheiros na CPI da Covid levantou as ocasiões nas quais o presidente Jair Bolsonaro deu declarações que negavam a gravidade da pandemia do coronavírus.

O relatório, obtido em primeira mão pela Folha de S. Paulo, inclui mais de 200 declarações do presidente contra o isolamento social e em defesa de medicamento ineficazes, a partir de 2020. Entre as declarações listadas, estão, por exemplo, as que Bolsonaro deu em pronunciamento em rede nacional em março de 2020, comparando a Covid-19 a uma “gripezinha”.

O plano de trabalho da CPI da Covid, ponto de partida para investigar as ações e omissões do governo federal no enfrentamento à crise sanitária, foi apresentado no início da noite da última quinta-feira 29. Serão ouvidos na próxima semana os ex-ministros da Saúde Nelson Teich, Luiz Henrique Mandetta e Eduardo Pazuello, além do atual, Marcelo Queiroga. Também será sabatinado Antonio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!