CartaExpressa,Política

Conselho de Ética da Câmara aprova a cassação do mandato de Flordelis

Conselho de Ética da Câmara aprova a cassação do mandato de Flordelis

FOTO: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL

FOTO: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL

O Conselho de Ética da Câmara aprovou nesta terça-feira 8 um parecer pela cassação do mandato da deputada Flordelis (PSD-RJ), acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em 2019.

Foram 16 votos a favor da cassação e apenas um contra (de Márcio Labre, do PSL-RJ).

A decisão sobre a perda do mandato, porém, cabe ao plenário. Para que Flordelis seja cassada, são necessários os votos de 257 deputados.

Ainda não há uma data definida para que o plenário se debruce sobre o tema, mas a análise deve ocorrer nos próximos 90 dias.

Flordelis é uma das onze pessoas denunciadas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro por envolvimento no assassinado de Anderson do Carmo. A parlamentar, apontada como a mandante do crime, responde por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima), associação criminosa, falsidade ideológica, uso de documento falso e tentativa de homicídio (por envenenamento).

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Post Tags
Compartilhar postagem