CartaExpressa

Comentarista da Jovem Pan é exonerado de cargo na Alesp após declaração antissemita

‘Se a gente matar um monte de judeus e se apropriar do poder econômico deles, o Brasil enriquece’, disse José Carlos Bernardi

Foto: Reprodução/Jovem Pan News
Foto: Reprodução/Jovem Pan News

O jornalista José Carlos Bernardi foi exonerado, nesta quarta-feira 17, do cargo de assessor do deputado estadual Campos Machado (Avante-SP) na Assembleia Legislativa de São Paulo, após fazer afirmações de cunho antissemita no Jornal da Manhã, da Jovem Pan News. A informação é da Folha de S.Paulo.

Ao jornal, Bernardi disse que tomou a decisão de pedir exoneração e que o deputado “não tem nada a ver com isso”. Em nota, Campos Machado disse que respeita “o inalienável direito de opinião de qualquer cidadão”, mas, “em face da gravidade da opinião emitida por meu assessor, e tendo em vista os excelentes laços de amizade e respeito que tenho com a comunidade judaica, não poderia deixar de manifestar meu repúdio ao comentário, como o fiz ontem mesmo, tão logo tomei conhecimento da referida notícia”.

O Ministério Público de São Paulo apresentou uma investigação preliminar sobre as declarações de Bernardi. O procedimento será conduzido pela promotora Maria Fernanda Balsalobre Pinto, que comanda o Grupo Especial de Combate aos Crimes Raciais de Intolerância.

A declaração veio durante programa na terça 16, em diálogo com a comentarista Amanda Klein. Ela disse desejar que o Brasil chegue ao desenvolvimento econômico da Alemanha, ao que Bernardi respondeu: “É só assaltar todos os judeus que a gente consegue chegar lá. Se a gente matar um monte de judeus e se apropriar do poder econômico deles, o Brasil enriquece. Foi o que aconteceu com a Alemanha pós-guerra”.

Em comunicado, Bernardi pediu desculpas por “usar um triste fato histórico para comparar as economias brasileira e alemã”. Afirmou ainda que não teve como “intenção ofender a ninguém, a nenhuma comunidade, é só ver o contexto do raciocínio”.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!