CartaExpressa

Com provável vitória de Biden, Guedes quer ‘dançar com todo mundo’

‘Chegamos atrasados à festa’, disse o ministro

Apoie Siga-nos no

O ministro da Economia, Paulo Guedes, expôs nesta sexta-feira 6 sua disposição de “dançar com todo mundo”, ao falar sobre a relação entre Brasil e Estados Unidos no contexto de uma provável vitória de Joe Biden.

“Nós estávamos e continuaremos trabalhando com todo mundo. Nós vamos dançar com todo mundo, porque chegamos atrasados à festa. Vamos seguir nosso relacionamento. Agora, também não vou superestimar o fator político quando ele não é para ser superestimado”, disse o ministro em evento organizado pelo Itaú.

Guedes também garantiu que “a mudança nos EUA (…) não afeta a nossa dinâmica de crescimento”.

CartaCapital
Há 27 anos, a principal referência em jornalismo progressista no Brasil.

Tags: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.